Madrugada

21 out

Perdi o sono e meus pensamentos vagueiam. Sinto-me vazia. Parece que meu coração parou de pulsar. Não há dor, nem amor.
Vejo-me como uma tela em branco, pronta para ser qualquer coisa e talvez isso dê um certo receio. Quero que tenha cores vivas e vibrantes, que cada tom seja um dom.
Mas como preencher esta lacuna alva se o verde não me acompanha como outrora?
Sentir nada é abrir espaço para o novo. E tudo que é novo assusta no começo, mas quando dá aquele friozinho na barriga (ah a parte boa de todos os começos) pode-se crer que desta vez vai ser melhor, vai dar certo, vai ser como sempre sonhamos! Tomara! 🙂

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: