Arquivo | Uncategorized RSS feed for this section

Achar-se 

17 mar

A vida tão passageira

Passa tão ligeira 

Que a gente esquece 

Que cada momento carece 

Ser vivido com atenção 

Andava olhando a lua 

E o seu brilho iluminava o chão. 

Sabia que aquele sonho 

Estava na palma da mão 

Tinha o coração transbordando 

Um amor sem razão,

Não conhecia o destinatário 

Mas sentia que nada seria em vão. 

Sua intuição a levaria a caminhos floridos 

Onde o medo daria vez a um mundo colorido 

Achando em si um universo tão bonito! 

Anúncios

Poesia

13 fev

Hoje estou toda prosa

A vida pacata se agitou

Passo os dias ansiosa

O coração em descompasso voltou

Poemas, poesias, prosas que outrora analisava

Agora sinto quem amou

Sonhos, olhos, risadas

Com vozes embargadas

Este é meu lugar

Pellegrino, Ivo, Gullar

Fizeram-me apaixonar

 

 

Vídeo

Brindo – Devendra Banhart

12 fev

Brindo a este amor, un amor tán raro
Brindo a este amor, un amor tán claro
Brindo a este amor, un amor derepente
Brindo a este amor, un amor tán diferente

Como la orsita en el mar
Un elemento nuevo pa jugar

Brindo a este amor que me llena de esperanza
Y brindo a esa luz allá en la distancia
Venga Colibrí despierta a la diosa oh
Que canta-te a mi su canción preciosa

Brindo a todo lo que quiero dar
A todo que está punto a empezar

Brindo a este amor que nunca se demora
Sólo el hospital está abierto a esta hora

No pienso en ti
sólo te siento
pasando por mi
como un dulce viento

Pele

23 dez

Toque
Gosto
Cheiro
Textura
Temperatura
Sensações
Liberdade
Fugacidade
Vivo
Bis

Madrugada

21 out

Perdi o sono e meus pensamentos vagueiam. Sinto-me vazia. Parece que meu coração parou de pulsar. Não há dor, nem amor.
Vejo-me como uma tela em branco, pronta para ser qualquer coisa e talvez isso dê um certo receio. Quero que tenha cores vivas e vibrantes, que cada tom seja um dom.
Mas como preencher esta lacuna alva se o verde não me acompanha como outrora?
Sentir nada é abrir espaço para o novo. E tudo que é novo assusta no começo, mas quando dá aquele friozinho na barriga (ah a parte boa de todos os começos) pode-se crer que desta vez vai ser melhor, vai dar certo, vai ser como sempre sonhamos! Tomara! 🙂

Nota

Quando um olhar diz tudo.

23 jun

Eu queria que meus antigos amores pudessem ser vistos sob o meu olhar. O que eu senti por cada um deles foi sincero, intenso e visceral.

O olhar de uma mulher apaixonada diz muito mais do que qualquer palavra, do que qualquer “eu te amo”. Nele é possível ver a alegria que ela irradia, o amor que lhe transborda o peito, o quão entregue se está ao amor e ao ser que se ama. Vê-o como um “super homem”, que está sempre pronto para salvá-la de qualquer perigo eminente, dos seus medos e anseios e que mostrará que seus sonhos podem sim se realizar.

Aquele brilho no olhar seria capaz de fazer qualquer homem se sentir bem quisto, sentir que é o homem mais feliz do mundo, ver todas as qualidades que ela enxerga, cujas quais ele nem sabia sequer que teve um dia. A admiração que transmiti no olhar é tamanha que ele sentiria cada pelo em seu corpo arrepiar e penetrar em seus ossos. E não teria medo de revelar a si o sentimento intenso que lhe percorre o corpo, assumiria a si que ela é tudo o que ele sempre quis e não a deixaria por nada nesse mundo.

É preciso coragem para amar, há sim muito a se perder, mas há muito mais a se ganhar!

Saudades do que não vivi!

9 abr

Sinto falta de acordar e ver você sorrir e dizer que me ama.
Sinto falta de tomar café na cama.
Sinto falta de planejar onde iríamos morar.
Sinto falta dos almoços de domingo na casa dos seus pais e dos meus.
Sinto falta de pegar você me olhando e falar que eu era tudo o que você procurava.
Sinto falta das nossas viagens para o litoral ou fugindo do stress e calor e indo para o campo.
Sinto falta de lhe dar uma mini chuteira dizendo que estava grávida.
Sinto falta da segurança que eu sentia ao seu lado.
Sinto falta das suas cantorias matinais.
Sinto falta do meu riso frouxo ao seu lado.
Sinto falta do nosso entrosamento diário.
Sinto falta de você mordendo meus dedos e despenteando meu cabelo.
Sinto falta de você fazendo aquela pergunta tão esperada da minha vida.
Sinto falta de responder.
Sinto falta de você e de nós!