Feliz 2012! ♥

2 jan

O ano começou muito bem.
Bem juntinho do meu bem.
Bem animado como ninguém.
Bem feliz com esse alguém.
Bem animado como ninguém.
E o ano terminará muito bem.
Bem animado como ninguém.
Bem juntinho do meu bem.

Prefiro acreditar que sim! ♥

20 out

ELE anda cansado das baladas e dos casos furtivos sem sentimentos. Aprendeu a gostar da própria companhia, sem precisar estar em uma turma de amigos todos os sábados. Decidiu que quer um amor verdadeiro… que pode nem ser eterno, mas que traga um sabor doce às suas manhãs, que seja a melhor companhia para olhar a lua. Que ele possa exibir os seus dons na cozinha e o seu conhecimento em vinhos, só para ela.
Quer uma mulher que ele reconheça pelo cheiro dos cabelos, pelo toque dos dedos, pela gargalhada que vai ecoar pela casa transformando um domingo sem graça, no melhor dia da semana. Quer viver uma paixão tranqüila e turbulenta de desejos… quer ter para quem voltar depois de estar com os amigos, sem precisar ficar “caçando” companhias vazias e encontros efêmeros. Quer deitar no tapete da sala e ficar observando enquanto ela, de short jeans, camiseta e um rabo de cavalo, lê um livro no sofá, quer deitar na cama desejando que ela saia do banho com uma lingerie de tirar o fôlego.
Quer brincar de guerra de travesseiros, até que o perdedor vá até a cozinha pegar água. Quer o poder que nenhum dos seus super heróis da infância tiveram… o poder de amar sem medo, sem perigo e sem ir embora no dia seguinte.
Quer provar que pode fazer essa mulher feliz!

ELA quase deixou de acreditar que seria possível ter vontade de se envolver novamente. Foram tantas dores, finais, recomeços e frustrações que pensou em seguir sozinha para não mais se machucar. Então percebeu que a vida de solteira já não está fazendo tanto sentido. Decidiu que quer um amor verdadeiro… que pode nem ser eterno, mas que possa acordá-la com um abraço que fará o seu dia feliz, quer um homem que ela possa cuidar e amar sem receios de que está sendo enganada. Quer a alegria dos finais de semana juntinhos, as expectativas dos planos construídos, o grito de “gol” estremecendo a casa quando o time dele estiver ganhando… a cumplicidade em dividir os segredos.
Quer observá-lo sem camisa, lendo o jornal na varanda… quer reclamar da bagunça no banheiro, rindo e gritando quando ele revidar puxando-a para o chuveiro, completamente vestida.
Quer a certeza de abrir a porta de casa e saber que mesmo ele não estando, chegará a qualquer momento trazendo o brigadeiro da doceria que ela gosta tanto. Quer beijar, cheirar, morder, beliscar e apertar para ter certeza que a felicidade está ali mesmo… materializada nele.
Quer provar que pode fazer esse homem feliz!

ELES estão por aí… sonhando um com o outro… talvez ainda nem se conheçam… mas é só uma questão de tempo, até o destino unir essas vidas que se complementam e estão ávidas para amar e fazer o outro feliz.

Ou alguém duvida que o universo traz aquilo que desejamos?

(Achei lindo e quis colocar aqui, pois é exatamente o que exprime os meus sentimentos hoje! Copiei de alguém no face que copiou de alguém…)

O mundo gira

9 out

O mundo gira, estou amando
O mundo gira, estou chorando
O mundo gira, esqueci
O mundo gira, volta e insiste
O mundo gira, não quero
O mundo gira, liberdade
O mundo gira, que alegria
O mundo gira, curto a vida
O mundo gira, estou feliz!

barco furado

7 ago

Porquê entrar num barco furado, no qual você conhece todos os problemas que irão surgir lá na frente.
A princípio parece uma aventura, cuja vitória lhe aguarda no fim da travessia.
Mas e se essa vitória não existir? O que acontece se naufragar?
Eu não sei o que sinto, sei apenas que meus olhos não param de marejar. Não sei da onde vem. Ou porquê vem..
Falsas promessas me iludem e quando as questiono sou julgada.
Não há amor, pelo menos é o que penso. Há pele, desejo…
Será que me iludi ao ponto de pensar que poderia mudá-lo? Vã ideia.
Qual problema há com as pessoas? Que medo é esse de fazer aquilo que realmente sente?
Não sinto dor, mas um desapontamento tamanho. Como pôde estragar tudo?
Nem sei porquê escrevo, talvez com essas palavras eu consiga me entender, já que não consegui falar com quem pudesse me ajudar a decifrar tal mistério.
Sinto-me vazia, à deriva. Anseio por terra firme, mas tudo o que vejo é miragem.
Penso que o que quero para a minha vida seja uma utopia: casar, ter filhos…
Acho que eu descobri que os contos de fadas são todos uma grande mentira.
Que não existe um amor pra vida toda.
Que só existe paixão, enquanto está sendo divertido, mas a qualquer mínima “cobrança” é apagada com água fria.
O que se esperar do futuro? Ganhar muito dinheiro, ter tudo o que sempre sonhou materialmente e depois?
Qual o objetivo de nossas vidas? Então é isso, o dinheiro basta? Logo volto a minha utopia: o amor, ele basta?
Não sinto, não sei.

Defeitos.

2 jul

Identificar, assumir e corrigir!

#querosemprebis

30 abr

Perfume que acalma,
Sorriso que contagia,
Pele que envolve,
Abraço que protege,
Beijo que enlouquece,
Olhar que ilumina,
Vontade que não acaba.

(:

Paladar.

26 mar

Qual a importância do paladar?
Arrisco-me a dizer que é um dos sentidos mais prazerosos.
Através da boca podemos desfrutar de todos os sabores que há,
dos mais sutis aos mais fortes e intensos, um bom vinho,
uma boa comida, um super chocolate…
É inato se por tudo na boca, é o mundo novo que se conhece.
Há sabores que não gostamos no início,
mas aprendemos a apurar o nosso paladar para um sabor mais distinto.
Entretanto o nosso paladar vai além do que ingerimos.
Há a sutileza do beijo, no qual percebemos o lábio, a língua, o calor, o sabor…
Ficamos a mercê do paladar. Vem aquela vontade quase visceral de beijar
muito além da boca, sentir o cheiro, o calor…
Deseja-se morder, comer, beijar o outro, até saciarmo-nos.
A sutileza de descobir cada por menor pelo paladar é sublime.